Tarde de Aula de Campo em Santana do Cariri!

Na tarde do dia 26 a aula de campo continua a todo vapor, desta vez os alunos conheceram o Sítio Mororó, Museu de Paleontologia do Cariri e Pontal da Santa Cruz.

Sítio Mororó

No sitio Mororó o coordenador da especialização Agnelo Queiros falou sobre o sitio arqueológico que se encontra no local, manifestações culturais que o Mororó abriga e como a Arqueologia Social Inclusiva foi trabalhada pela Dra. Rosiane Limaverde no Local.

Everaldo, aluno da especialização e morador do município contou sobre a importância de preservar a cultura popular, ele diz que a população vem desde muito tempo encontrando vestígios indígenas, através de materiais arqueológicos e ressalta a importância da conversa e da formação de uma comunidade, sem esquecer das histórias e contos locais e do pensamento de como a comunidade pode contribuir dentro do processo da pesquisa arqueológica.

Museu de Paleontologia do Cariri

Após a visita do sítio Mororó, os alunos conheceram o museu e  como é desenvolvida a paleontologia no Cariri, através da exposição que compõe um rico acervo de fósseis e informações geológicas.

O Museu de Paleontologia da URCA em Santana do Cariri realiza escavações permanentes de fósseis em toda a Bacia do Araripe e coleta de fósseis encontradas nas escavações do calcário laminado, nos municípios de Nova Olinda e Santana do Cariri. De acordo com o Geopark Araripe, no museu podemos encontrar fosséis de: troncos petrificados, samambaias, pinheiros e plantas com frutos; moluscos, artrópodes (crustáceos, aranhas, escorpiões e insetos); peixes (tubarões, raias e diversos peixes ósseos), anfíbios e répteis (tartarugas, lagartos, crocodilianos, pterossauros e dinossauros).

Pontal da Santa Cruz

Para encerrar o dia com boa energia a turma apreciou o mais lindo pôr do sol da região do Cariri, em um ponto de beleza e exuberância com uma das vistas panorâmicas mais belas da Chapada do Araripe.

O pontal é um local cheio de lendas e histórias, contadas pela população da pequena cidade de Santana do Cariri. Com 750m no local há uma cruz, que segundo reza a lenda, foi colocada pelos moradores a pedido dos padres, com a intenção de espantar os espíritos que atormentavam com gritos, berros e aparições a pequena cidade, lá encontra-se uma antiga capela, erguida em meados do século XX.

 Segundo o Geopark Araripe:

 “O Geossítio Pontal da Santa Cruz é formado pelo arenito da Formação Exu que constitui a porção superior da escarpa da Chapada do Araripe. Este arenito foi formado há aproximadamente 90 milhões de anos, sendo considerado a rocha mais jovem da Bacia Sedimentar do Araripe”.

Anúncios

Confira as Fotos da Apresentação de Us Cabinha no Shopping Iguatemi – Fortaleza!

Confira as fotos de participação da Banda de Lata Us Cabinha da Fundação Casa Grande na homenagem ao Mestre Espedito Seleiro da Tribuna de Honra do Sistema Jangadeiro.
Os Cabinha usam camisetas Modus Cariri e sandálias Espedito Seleiro.

Primeira Aula de Campo da Disciplina: Estudo Geo Ambiental Aplicado a Arqueologia II

Através da disciplina: ESTUDO GEO AMBIENTAL APLICADO A ARQUEOLOGIA II, ministrada pelo professor Marcelo Moura Fé os alunos estiveram durante a manhã do dia 26 de agosto em campo, conhecendo o Geosítio Ponte de Pedra e na Pedreira Cariri.

Visita a Ponte de Pedra

Na visita a Ponte de Pedra Marcelo Moura, ele conversou com seus alunos na aula de campo sobre assuntos como como composição do solo, relevo, feições erosivas, processos naturais de desgaste e evolução geomorfológica. Ressaltou também sobre a Hidrologia, Geomorfologia, Arqueologia, Paleontologia e biodiversidade, assuntos que contém uma forte ligação com a Ponte de Pedra.

A Ponte de Pedra fica localizada no município de Nova Olinda-CE, possui uma bela vista panorâmica, localizada na Chapada do Araripe servia como caminhos para os povos indígenas, vaqueiros e andarilhos. Em alguns locais próximo a ponte foram encontrados vestígios arqueológicos e pinturas rupestre, que comprovavam a ocupação humana da tribo Kariri. Uma verdadeira obra da natureza que nos conecta com a beleza e os passos dos seres mitológicos.

 Segundo o Geopark Araripe:

“O Geossítio Ponte de Pedra corresponde a uma geoforma esculpida no arenito, resultado da erosão provocada pela água ao longo dos últimos milhões de anos. Como diz o ditado popular “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”.

 “Localmente, ocorreu um contínuo processo de erosão que atuou de forma distinta nos diferentes níveis do arenito (grossos e finos), sendo que os níveis mais resistentes à erosão ficaram preservados formando a ponte de pedra. Este arenito pertence à Formação Exu e foi formado há, aproximadamente, 96 milhões de anos (Período Cretáceo).”

“O córrego d’água que originou esta erosão é um dos afluentes formadores do rio Carius, que faz parte das lendas indígenas da região.”

Visita a Pedreira de Pedra Cariri

Na pedreira Marcelo mostrou como exemplos os processos de degradação e camadas do solo através das formações geomorfológicas da bacia sedimentar do Araripe. Explicou também sobre a divisão dos continentes: América do Sul e África e falou sobre os como foram gerados os fósseis que são encontrados no local.

A pedreira gera emprego para dezenas de pessoas que sustentam suas famílias através da extração da “Pedra Cariri”. No local e na região são encontrados diversos fósseis, considerados os mais conservados do Brasil. Alguns estão disponíveis para exposição no Museu de Paleontologia do Cariri, localizado na cidade de Santana do Cariri-CE.  Centenas de estudantes do Brasil e de outros países visitam o local para estudar e pesquisar principalmente a área da paleontologia.

_MG_1703_MG_1799_MG_1892

Vivência em Laboratório: Roda de Conversa com Filipe Alves – Diretor de Comunicação!

IMG_1616
Na noite do dia 25 de agosto, aconteceu no 4 Módulo do Curso de Especialização em Arqueologia Social Inclusiva uma vivência em laboratório, a Roda de Conversa contou com a participação de Filipe Alves, responsável pelo departamento de comunicação da Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri. Ele falou da “Afetividade da Arqueologia Social Inclusiva e o sentimento que precisamos ter do lugar em que vivemos”. Ele contou sobre seu projeto de iniciação científica que há um ano e oito meses estuda os registros artísticos do sitio arqueológico Santa Fé, através de desenhos e catalogação das gravuras rupestres, incluindo criações de designer, ele contou sobre o que foi feito do seu projeto de pesquisa e o que ele pretende fazer do seu projeto. Falou sobre suas experiências com a comunicação em redes sociais, blogs, plano de mídia e fez o lançamento oficial do aplicativo da especialização desenvolvido exclusivamente para facilitar o acesso dos alunos a informações do curso.

Banda de Lata Us Cabinha, Viaja Neste dia 25 de Agosto

21056194_1722223117789848_3921746029136125702_o.jpg

A Banda de Lata Us Cabinha viajou nesta Sexta Feira dia 25/08/2017 para realizar uma apresentação musical no evento Tribuna de Honrra com Espedito Seleiro, no shopping Iguatemi em Fortaleza-CE.

O evento Tribuna de Honra é uma realização da TV Jangadeiro e procura valorizar a história do povo cearense, através de um agradecimento aos que transformam e valorizam o nome do Ceará. Através de documentários e matérias, a cada ano contam a saga de um ceraence.

“Com Seu Espedito Seleiro, realizaram o 3º Tribuna de Honra que se desdobrará para além das mídias do Sistema Jangadeiro, no cinema, em forma de documentário. Será uma sessão exclusiva para os convidados do homenageado. ”

Espetáculo : Esperando Comadre Daiana!

21034380_1720733557938804_8449057875924947762_n

Hoje as 18h em frente à Casa Grande haverá espetáculo : Esperando Comadre Daiana da Cia. Livre Mente de Teatro – Juazeiro do Norte/CE

Na tarde deste dia 24 haverá também a Oficina de Perna de Pau e Corrupio

Horário: 16h às 17h
Duração: 4h
Quantidade de participantes: 15 pessoas
Faixa etária: 07 e 20 anos.

Realização: MOSTRA DE TEATRO DE RUA 2017
Programa Cultura – SESC Unidade Juazeiro

A Mostra tem o objetivo de preservar e incentivar as manifestações artísticas de rua, se apropriando do espaço público como lugar de expressão e divulgação das artes cênicas.

Vivência em Laboratório: Roda de Conversa com Filipe Alves – Diretor de Comunicação!

3623d2_2f97ab4f4a2341a0a8cd39f2b0b80f06~mv2

A Roda de Conversa contará com a participação de Filipe Alves, responsável pelo departamento de comunicação da Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri. Filipe contará sobre seu projeto de iniciação científica que há um ano e oito meses estuda os registros artísticos do sitio arqueológico Santa Fé, através de desenhos e catalogação das gravuras rupestres, incluindo criações de designer. Seu projeto tem parceria com o Instituto de Arqueologia do Cariri – Dra. Rosiane Limaverde.

Contará sobre suas experiências com a comunicação em redes sociais, blogs, plano de mídia e fará o lançamento oficial do aplicativo da especialização desenvolvido exclusivamente para facilitar o acesso dos alunos a informações do curso.

A Especialização em Arqueologia Social Inclusiva trará a roda de conversa nesta Sexta Feira, dia 25 de Agosto as 19:30h para integrar a sua aula, uma Vivência em Laboratório.

Veja a Programação da Especialização em Arqueologia Social Inclusiva:
https://especializacaoarqu.wixsite.com/…/copia-programacao-…

Foto: Helio Filho