Zé de Heloia a voz do canto religioso de Nova Olinda

Ze de Heloia

Zé de Heloia

 

Informamos do falecimento do cantor religioso de Nova Olinda-CE, neste dia 29 de Março de 2016.

Zé de Heloia dedicou sua vida por mais mais de 55 anos a este gênero musical, compondo benditos, hinos, ladainhas, cânticos e 23 anos de dedicados a Renovação do Coração de Jesus da Fundação Casa Grande.

A Casa Grande Fm e Tv Casa Grande registrou em  programas rádio e documentários a arte e relatos de vida de Zé de Helioa. Ele que fez história nas renovações, novenas, lapinhas e coroações na cidade de Nova Olinda.

 

http://www.radiotube.org.br/audio_novo.php?a=3023qAoLczFmfhj2X2E.mp3&autor=Q2FzYSBHcmFuZGUgRk0=” target=”_blank”>Captura de tela 2016-03-29 18.59.02

Anúncios

Oficina de Produção Radiofônica na Fundação Casa Grande

Estão acontecendo vivências formativas na área da Produção Radiofônica na Casa Grande FM, que integra o laboratório de produção em rádio. As oficinas são na área de pesquisa, roteiro, captação, edição e tratamento de audio.

As produções estão indo semanalmente para a Radio MEC AM e são exibidas aos sábados, com duração de 01 hora. Os temas abordos são brincadeiras do sertão do cariri e a fauna e flora da Chapada do Araripe. Já foram ao ar 04 programas de rádio, de um a série de 08 programas.

 

Eduardo elaborando roteiro na casa grande fm

Eduardo Elaborando Roteiro

Alycia, Aécio e Eduardo na gravação dos programas

Alycia, Aécio e Eduardo na gravação dos programas

Aécio  separando os audios para ilha de edição

Aécio separando os audios para ilha de edição

Fabiana Barbosa fala da Educação Patrimonial na Fundação Casa Grande durante o Festival de Inverno de Ouro Preto

O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, recebeu em sua programação o Fórum das Artes 2015 com o Tema Educação Patrimonial na Arqueologia. Na oportunidade a Fundação Casa Grande foi convidada para levar o relato de sua experiência na área, desenvolvida a anos 23 na Região do Cariri Cearense.

Fabiana Barbosa no Fórum das Artes 2015 - Ouro Preto

Fabiana Barbosa no Fórum das Artes 2015 – Ouro Preto

Fabiana Barbosa esteve no evento representando a Fundação Casa Grande, onde pode explanar a cerca dos 23 anos de trabalho e dedicação da instituição na área de Educação Patrimonial. Através de vivências, oficinas, aulas de campo, música e arte, a Casa Grande desenvolve junto com as crianças e os jovens trabalhos de registro do patrimônio cultural, mantendo viva a história do povo Kariri.


Fabiana Barbosa, dividiu a mesa com Cristiane Buco da Fundação Museu do Homem Americano e Ana Stela Negreiros do IPHAN Piauí, as quais trouxeram suas experiências com educação patrimonial na Serra da Capivara. Fabiana apresentou ainda um vídeo que registra o processo da Educação Patrimonial na Fundação Casa Grande. Confira!

Exlanou ainda sobre vários projetos e ações realizadas pela Fundação Casa Grande através da Educação Patrimonial, como é o caso do Projeto SerTão Sonoro, Radioestória e também do projeto Encantados – Visitas Arte Educativas ao Memorial do Homem Kariri, que está em fase de pré produção, patrocinado pela CAIXA e Gonverno Federal e será desenvolvido entre agosto e janeiro de 2016.

Educação Patrimonial na Arqueologia é abordado em Festival de Inverno

O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum de Artes 2015 iniciou nesta quarta-feira, 8 de julho, em Minas Gerais, com o tema O que te afeta. Dentro da programação do evento, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) realizará o Seminário Educação Patrimonial na Arqueologia.

O evento, que acontece até o dia 19 de julho, tem o intuito de reafirmar a importância das manifestações culturais, do diálogo entre a população local e os visitantes, da troca promovida pela arte. Promovendo shows, exposições, oficinas, peças de teatro e de dança, mostras de cinema e atividades para as crianças.

Entre os dias 15 e 17 de julho, a Casa do Patrimônio de Ouro Preto oferecerá por meio de um ciclo de debates a reflexão sobre a prática da Educação Patrimonial nos processos de reconhecimento e valorização nas ações relacionadas à arqueologia e à preservação do patrimônio cultural.  As mesas do Seminário contarão com professores acadêmicos e representantes de instituições da sociedade civil, a fim de colocar em diálogo as diferentes perspectivas e explanar, sobretudo, o vínculo da atual política institucional sobre o tema.

Confira a programação:

15/07

Manhã:

Mesa 1 – Educação Patrimonial, Arqueologia e preservação do patrimônio cultural: uma construção.

Esta mesa tem por objetivo apresentar as diretrizes institucionais sobre a Educação Patrimonial bem como identificar suas relações com as ações do campo da Arqueologia e da preservação do patrimônio cultural.

– Sônia Regina Rampim Florêncio – CEDUC/DAF/Iphan

– Danilo Curado – CNA/DEPAM/Iphan

– Marcus Vinicius – DPI/Iphan

Tarde:

Mesa 2 – Educação Patrimonial na Arqueologia: trajetórias e possibilidades.

Esta mesa apresentará a trajetória da Educação Patrimonial na arqueologia bem como seus desdobramentos nas práticas atuais nos processos de licenciamento.

– Cilcair Andrade – Museu Nacional da UFRJ

– Márcia Arcuri – Departamento de Museologia EDTM UFOP

16/07

Manhã:

Mesa 3 – Educação Patrimonial na Arqueologia de Contrato.

Esta mesa abordará a Educação Patrimonial nos processos de reconhecimento, valorização e preservação do patrimônio cultural nos processos de licenciamento.

– Camila Moraes Wichers – UFG

– Carlúcio Baima – PEP MP – CNA/Iphan

Tarde:

Mesa 4 – Sociedade Civil e Educação Patrimonial na Arqueologia

O objetivo dessa Mesa é o de apresentar e refletir sobre práticas de Educação Patrimonial no âmbito de instituições da sociedade civil.

– Fabiana Pereira Barbosa – Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri

– Elizabete Buco  – FUMDHAM – PI e Ana Stela Negreiros – Iphan – PI

17/07

Manhã:

Mesa 5 – Educação Patrimonial nos currículos dos cursos de arqueologia.

Esta Mesa abordará a questão da inserção da Educação Patrimonial nos currículos dos cursos de arqueologia de forma a identificar as principais abordagens e necessidades das ações educativas durante a formação desses profissionais.

– Márcia Arcuri – UFOP

– Irislane Moraes – UFAP

Tarde:

Mesa 6 – Encerramento com relatoria de todas as Mesas.

– Relatores

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação Iphan
comunicacao@iphan.gov.br
Adélia Soares – adelia.soares@iphan.gov.br
Fernando Veras – fernando.veras@iphan.gov.br
(61) 2024-5461 / 2024-5447 / 9381-7543
www.iphan.gov.br
www.facebook.com/IphanGovBr | www.twitter.com/IphanGovBr
www.youtube.com/IphanGovBr

Fundação Casa Grande no programa Esquenta com Regina Casé

Espedito Seleiro, Regina Casé e Alemberg Quindins no ESQUENTA

Espedito Seleiro, Regina Casé e Alemberg Quindins no ESQUENTA

A Fundação Casa Grande esteve hoje participando do Programa Esquenta. Foi apresentada a trajetória da instituição, desde a visita de Regina Casé, em 1997. De lá, para cá, muita coisa vem mudando para melhor e mais crianças sendo atendidas e jovens transformando suas vidas, relatou Alemberg.

Além do presidente da Fundação Casa Grande, Alemberg Quindins, estavam lá Aécio Diniz, membro do Programa de Empreendedores Sociais da Fundação, e as crianças Yasmin, Augusto, Thalles, Thiago e Izaquiel, integrantes da Banda de Lata “Os Cabinha”, e ainda Espedito Seleiro, Raimundo Fagner, Luisa Arraes e George Sauma, Amigos da Casa Grande.

Aécio Diniz

Aécio Diniz

Aécio Diniz, músico, produtor cultural, membro do Programa de Empreendedorismo Social da Fundação Casa Grande e que chegou na ONG ainda criança disse:  “Alemberg é um grande cultivador de sonhos. A Fundação Casa Grande é um sonho dele de criança e eu sou muito feliz em fazer parte desse sonho.”

Os cabinha no Esquenta

Os Cabinha no Esquent

“Os Cabinha” deram show, levando animação ao público com a música Banda de Lata. Yasmin, contrabaixista e Augusto, baterista, falaram ainda do dia a dia na Fundação, os programas de rádio na Casa Grande Fm, os filmes de arte que assistem no Cineclube e os materiais que produzem na Tv Casa Grande.

Luisa Arraes

Luisa Arraes

Luisa Arraes contou para todos como é a Fundação Casa Grande: “Lá é um lugar com portas e janelas sempre abertas, a gente chega e logo é recebido por uma criança, por que lá eles fazem tudo”.

Espedito Seleiro

Espedito Seleiro

O Cenário do programa estava completamente inspirado na arte de Espedito Seleiro, o mestre do artesanato em couro do Brasil. Ele contou como aprendeu a arte do couro com o seu pai e ainda sobre o famoso par de sandálias encomendadas por Lampião ao seu pai.

Jovens da Fundação Casa Grande do Cariri ao Pernambuco

Neste dia 09/04 teremos palestras com dois jovens da Fundação Casa Grande!

Foto Fabiana 21038_4366089370922_870253554_n

08:30 – Juazeiro do Norte/CE – Fabiana Barbosa estará no XLIV Encontro Regional Nordestino do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Instituições de Educação Superior Públicas Brasileiras falando sobre “Protagonismo estudantil nas ações de extensão e de cultura”. (Local: Hotel Verdes Vales) Confira:http://forproex2015.ufca.edu.br/programacao/

09:30 – Recife/PE – Junior dos Santos estará
no Auditório da Fundação Gilberto Freyre a convite do Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano-IADH, participando do painel “Turismo de Base Comunitária: Perspectivas de desenvolvimento e inclusão social?”.

Doutoramento em Arqueologia de Rosiane Limaverde na Universidade de Coimbra, Portugal

1798972_995891867089647_8179976306148936010_o

Rosiane na Sala dos Capelos

 

Neste dia 31 de março de 2015, a Arqueóloga Rosiane Limaverde, Fundadora, Diretora e Presidente do ConselhoCientífico da Fundação Casa Grande presentou a Tese de Doutoramento”Arqueologia Social Inclusiva: A Fundação Casa Grande e a gestão do patrimônio cultural da Chapada do Araripe”, na Sala dos Capelos, Sala dos Reis de Portugal, na Universidade de Coimbra. No Brasil, estavam crianças e jovens acompanhando com o coração este importante momento da Fundação Casa Grande.

10644789_995893510422816_8800290833400753571_o

Doutiranda e Jurí

 

Rosiane Limaverde  recebeu aprovação por unanimidade com a nota máxima de “Distinção e Louvor” do corpo de júri da prova de doutoramento.

11083969_995898507088983_3782488514867510791_o

Neste processo, Rosiane Limaverde contou com a orientação da Dra. Maria da Conceição Lopes, Coordenadora do Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Patrimônio, Universidade de Coimbra.

11098231_995895927089241_7861439422819580591_o

Alemberg Quindins, Rosiane Limaverde, Pedro Yã e Ana Sewi, na entrada da Sala dos Capelos, na Universidade de Coimbra, após doutoramento em arqueologia de Rosiane Limaverde. Este dia, ficará guardado na memória de todos(as) da Fundação Casa Grande e como disse Alemberg…

10404881_817275931673637_4436734151770237778_n

… que nossas conquistas, sejam sempre o meio e não o fim.
Que nossos meios, sejam sempre centrados na honestidade, na humanidade e na coletividade .
Que o nosso, seja de tantos e que o de tantos, sejam de mais .
Grato ao povo Kariri, grato ao povo Português .
Vamos levando para as Crianças da Casa Grande, a certificação de que estamos no caminho certo.

Alemberg Quindins