A Fundação Casa Grande

A Fundação Casa Grande -Memorial do Homem Kariri é uma organização não governamental brasileira, sem fins lucrativos, que tem como objetivo proporcionar a crianças e jovens e seus familiares a formação social e cultural através da vivência em gestão institucional dentro dos seus cinco programas:

I. Educação Infantil;

II. Profissionalização de Jovens;

III. Empreendedorismo Social;

IV. Geração de Renda Familiar;

V.  Sustentabilidade Institucional.

The Casa Grande Foundation-Memorial to the Kariri People is a non-profit Brazilian NGO (non-governmental organization). Its objective is to provide a social and cultural education to children, youth and their families by means of providing hands-on administrative and other experiences within the institution’s five programs:

I.  Early Childhood Education;

II.  Professionalization Youth;

III. Youth Entrepreneurship;

IV.  Generation of Family Income;

V.   Financial Sustainability.

La Casa Grande por la Fundación Memorial Humanos Kariri es un brasileño organización no gubernamental, sin fines de lucro que tiene como objetivo proporcionar a los niños y jóvenes y sus familias a través de la formación social y cultural de la experiencia en la gestión institucional a través de cinco programas:

I. Jardín de infantes;

II.  Profesionalización de Jóvenes;

III. Jóvenes Empresarios

IV. Generación de ingresos de la familia.

V. La sostenibilidad financiera;

 

 

Anúncios

Abertura da Mostra SESC Cariri de Culturas na Fundação Casa Grande traz o show Moças

Em sua 20ª edição a Mostra SESC Cariri de Culturas em parceria com a Fundação Casa Grande traz em sua abertura o show MOÇAS, um grupo que destaca a importância da mulher na arte e na cultura, através de um repertório composto e/ou interpretado por mulheres que nos inspiram.

 O show aconteceu no dia 16 (quinta-feira) as 19:00h no Teatro Violeta Arraes, e trouxe uma energia contagiante e de grande pesquisa cultural, com instrumentação simples; cordas, percussões e vozes que compõem as releituras, e incorporam as influencias musicais das intérpretes, numa mistura de etnias e nacionalidades.

LucasNunes_3134
LucasNunes_2910
LucasNunes_3060
LucasNunes_3070
LucasNunes_2852
LucasNunes_2869
LucasNunes_2815

Museu Orgânico do Mestre Françuli é Inaugurado na Mostra Sesc!

Captura de Tela 2018-11-16 às 17.02.49

Em 15 de novembro foi inaugurado o Museu Orgânico do Mestre Fraçuli em Potengi-CE, uma realização do SESC e da Fundação Casa Grande, trazendo a história do mestre e seu trabalho como artesão, que conquista o Brasil e o mundo com a arte que parte de um sonho de voar!

 O Mestre Françuili sempre sonhou em voar e a partir desse sonho ele começou a fabricar miniaturas de aviões com flandre. A brincadeira se tornou sua profissão e, a partir do dia 15 de novembro, a sua oficina passa a ser um Museu Orgânico, onde o público poderá visitar e conhecer o seu trabalho e rotina.

 

Reunião de Produção da Mostra Sesc Cariri de Culturas

No dia 14 de novembro de 2018 aconteceu no Teatro Violeta Arraes Engenho de Artes Cênicas a reunião de produção da Mostra Sesc Cariri de Culturas.

Recebemos a equipe do Sesc Rio que veio vivenciar as nossas experiências!

Tivemos uma roda de conversa com Júnior, Alan e Filipe que falaram sobre a produção e as funções das equipes na mostra.

A agitação da noite ficou por conta da banda de lata Us Cabinha.

Fotos: Leticia Diniz (13 anos)

Vem ai Mais Uma Edição!

Captura de Tela 2018-11-14 às 13.11.13

E passo a passo, vai cumprindo a profecia. Do beato que dizia que o sertão ia alagar” *, assim diz o poeta. E cumprindo esse presságio, que onda a onda, um mar de manifestações artísticas invadiu a região do Cariri com a Mostra Sesc Cariri de Culturas, idealizada pelo Sesc Ceará, que nesse ano chega a sua vigésima edição, consolidada como um dos maiores eventos culturais do Brasil. A Mostra, que não possui caráter competitivo, acontece no mês de novembro durante cinco dias de efervescência cultural.

O chão quente do Cariri dá passagem para o cortejo com grupos de reisados, lapinhas, bacamarteiros e  até artistas circenses. Essa é uma das diversas manifestações artísticas e culturais que acontecem durante a Mostra, além das apresentações de teatro, circo, dança, exposições, shows musicais,  rodas literárias, performances poéticas, intervenções e mostras de cinema.

A Mostra, Caldeirão Cultural que reúne a sua volta gente que se alimenta de arte e conhecimento, em sua primeira edição atendeu 20 mil pessoas e em 2017 juntou 200 mil. Foram 260 atividades culturais gratuitas distribuídas em 28 cidades. Coisa de gente talentosa! E na Mostra é só o que existe! Tem os que fazem cordeis, xilogravuras, foto pintura, artesanatos em retalho, vinil e couro, tem os que nos fazem rir, refletir, sonhar…

Tem artista em cima do palco, pelas ruas, dando e recebendo aplausos. Artistas locais e de todo o Brasil, que encontram-se no oásis do sertão para promover e expor seus trabalhos, e para beber em uma das fontes de cultura mais ricas do país. Na busca da pluralidade, e alcançando os quatro cantos do Brasil,  foi que em 2012 a  seleção de propostas passou a ser feita por meio de edital , tornando o processo de inscrições dos trabalhos mais democrático.

Os sons das espadas dos reisados, das bandas de pífanos, do pop das guitarras misturam-se durante a Mostra, em perfeita sintonia. Os grupos de tradições como os congos, maracatus e de maneiro pau dançam num passo só, o passo da preservação da cultura popular. Desde a primeira edição da Mostra, esses grupos que ocupam um destaque importante são convidados a integrar o cronograma.

O calor de novembro, mês mais quente na região, mistura-se com a efervenscência cultural da Mostra. As pessoas  sentem no ar não só a quentura do sol, mas também das inúmeras manifestações artísticas que acontecem por todo lado. Esperada ansiosamente pelo povo, pois além de promover a cultura formando platéias; participar do papel socioeducativo e ambiental; também contribui com o desenvolvimento econômico  da região, aquecendo o turismo regional gerando emprego e renda. A região inteira do Cariri borbulha dentro desse Caldeirão Cultural.

Um povo que carrega desde o berço a cultura popular, pode ficar ainda mais  sabido, como se diz por lá, pois a Mostra oferece além das apresentações culturais, o Circuito Patativa do Assaré com espetáculos de rua,  e o  Seminário Arte e Pensamento que discute e reflete  sobre a produção artística e cultural brasileira, partilhando  formação para a comunidade, artistas e pesquisadores.

E foi lá do Cariri que o  “soldadinho-do-araripe”, um dos símbolos naturais da região, saiu voando direto para  transformar-se no ícone  da Mostra Sesc Cariri de Culturas, vinculando  cultura à valorização e preservação do patrimônio ambiental.

Mostra Sesc Cariri de Culturas, um mar de cultura que inundou o Cariri, esperando para ser desbravado!

*(trecho da música Sobradinho, de Sá e Guarabyra)

A Fábula, marca de roupas infantil está na Casa Grande!

A Fábula, marca de roupas infantil, realizou na tarde de hoje uma gravação com a Banda de Lata Us Cabinha!

A bandinha de lata formada pelas crianças da Fundação Casa Grande inspirou a nova coleção que em breve será lançada.

 

Ana Luísa Lage ministrou a disciplina de Arte Rupestre do Nordeste do Brasil na Especialização em Arqueologia Social Inclusiva!

Ana Luísa Lage ministrou a disciplina de Arte Rupestre do Nordeste do Brasil. As aulas aconteceram nos dias 24 e 25 de Março de 2018.

 

_MG_6196